Minha Senhora e minha Mãe, dai-me a graça de conhecer meus pecados em todo o seu tamanho, em toda a sua gravidade, em toda a sua malícia, e dai-me inquebrantável ódio a esses pecados, para que odiando-os assim eu possa vencê-los.

Dai-me aquela forma perfeitíssima de arrependimento que vós quereis de mim, aquela compulsão de David penitente, aquele seu lamento sereno e cheio de confiança, aquela sua dor pungente.

Fazei ó minha Mãe com que meus pecados estejam sempre diante de mim, e dai-me aquele coração contrito e humilhado que vós não desprezareis. Amém!